segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Quando, como e onde brigar??

          Boa noite!!! Aqui em Maceió é feriadão, já pensando na semana que inicia amanhã!! E hoje também dia do Psicólogo, então parabéns pra mim e aos meus colegas!!! Mais o tema do dia é muito sério, pois há uma crescente busca pela terapia infantil por conta da ansiedade que está tomando conta de crianças com, pasmem, menos de 4 anos! Ai vamos investigando, conversando, brincando e uma hora plim! O que mais estressa os pequenos?? as brigas em família! (claro que eu estou falando de uma porcentagem!)
          Não entrar em discussões mais acirradas na frente dos filhos é uma regra da qual ninguém discorda. Mas que pais conseguem impedir as crianças de perceber que há algo errado no quarto ao lado? Qual família nunca teve uma briga na frente dos filhos? As consequências na vida das crianças serão diretamente proporcionais à intensidade, à freqüência e à maneira com que os pais conduzem a discussão. O primeiro passo é entender que discutir e brigar são coisas bem diferentes.
          A discussão verdadeira é saudável. Faz a criança entender que sua mãe tem uma opinião e seu pai, outra. E que ela, quando crescer, talvez descubra uma terceira forma de encarar aquele assunto. Assim, aprende a desenvolver sua capacidade de argumentação, de lógica, de raciocínio e de crítica.
          É preciso saber que o tom da voz, as agressões físicas ainda que leves (empurrões, gestos muito bruscos, entre outros) e o silêncio que se antecede são pontos fortíssimos para a criança poder desenvolver na sua fértil imaginação possíveis causas das discussões, e dependendo da idade ela traz a culpa pra si, principalmente se o estopim foi a educação! 
          Mais e ai?? como devemos fazer?? qual seria a indicação, guardar a briga pra depois? brigar na frente mesmo? Como tooooda vez eu falo, tudo tem uma medida, qual o nível da discussão? é uma briga com acusações e xingamentos? vamos deixar pra depois! é uma discordância? então não há maiores danos! Vamos cuidar da saúde mental dos nossos pequenos, é nossa função enquanto adulto!!
Por hoje é só! To numa correria danada faltam 2 meses para o término do meu grupo de terapia para crianças! Pois é passou voando!!!!!! Eu to preparando uma mega festa para me despedir deles, descansar e abrir meu coração para mais uma edição!!! A energia do blog me ajudou muito e continua me dando frutos maravilhosos!!!

Um beijo

Rafaela Gonçalves
Psicóloga
CRP15/2886


Sugestões, dúvidas ou reclamações?
orientapais@hotmail.com

Um comentário:

  1. Post excelente! Parabens, Rafa! Beijos!
    Karllene

    ResponderExcluir